Páginas

quarta-feira, 16 de abril de 2014

De barriga para barriga =D

Uma menina que sonhou a vida inteira em ser mãe, dizia aos quatro ventos que o maior desejo seria ter 4 filhos, e lá bem muito antigamente este desejo vinha com uma pontinha de "menino é muito mais legal", o tempo passou e eu poderia jurar que tinha chego a hora de ter o primeiro baby, 6 anos de casada, 6 anos no mesmo emprego totalmente estabilizada os 30 chegando e o desejo chegou, eu poderia jurar que era tentante.

Uma noite fria depois de muitos testes de farmácia mês a mês com apenas uma listra vermelha naquela noite foi diferente, as duas listrinhas apareceram sem eu ter que esperar 1 minuto se quer ... eu sempre levo um tempo até me adaptar com tudo que me tira da rotina, se é que este é o termo, na mesma hora contamos para pai, mãe, irmãos, cunhada e eu meio que entrei no embalo da felicidade alheia, posso dizer que passei 9 meses em festa, sem saber ao certo o quanto aquilo mudaria a minha vida, gravidez sem dores, sem maiores indisposição, exames necessários e nem gripe tive, caminhava todas as noites com marido pq soube que isso ajudaria a ter um PN, namorei marido muito e muito até o ultimo dia, escolhemos o nome que para mim sempre foi Isabela mas para marido Maria Fernanda e no dia da noticia de uma possível cesárea com 42 semanas caso o bb não viesse ao mundo naturalmente ele tentando me agradar, cedeu e ali minha miniatura seria Isabela, enxoval recheado de vestidos, e rosa muito rosa com metade de coisas que não usei e quando muito usei apenas 1 única vez, em momento algum tive medo do PN e quanto isso poderia doer, tinha pavor dos exames que continha agulha mas fiz todos, fiz tanto ultra para ter certeza que "estava tudo bem" que estaria um pouquinho mais rica se tivesse colocado este valor no banco, na manhã fria que a pequena e doce Isabela nasceu eu senti medo, não sei dizer ao certo de que, mas se eu pudesse saia correndo sem olhar para trás, e quanto mais o amor aumentava mais eu sentia medo, hoje 3 anos e meio depois os medos existem mas é tanto amor, tanta paixão que o medo provavelmente fica guardado em algum cantinho aqui dentro de mim.

Esta mesma menina do inicio do texto recebeu seu 2 teste positivo, desta vez uma alegria inicial sem fim que não veio acompanhada de medo, nem de preocupação nem nada, me sentia A experiente, e então que junto com o meu momento feliz veio uma avalanche de problemas externos que me afetaram muito, e junto veio o corpo que não aguentou, e foram tantas agulhas, choros, medo pelo bb, medo por deixar a pequena sem a mamãe, o "malelo" e a chupeta pq ela estava na vovó e lá não tem estas coisas, tristeza por pensar que eu estava falhando, e neste turbilhão de sentimentos veio junto a certeza de que não importa se é meninO ou meninA, se esta bb vai nascer de PN ou Cesárea, se o mundo esta desmoronando a minha volta, o que realmente importa é que tem mesmo um coraçãozinho aqui dentro de mim, que me fez chorar em cada noticia de que "com o bb esta tudo bem". Nosso caminho ainda é longo e estamos apenas na metade dele mas apesar das dores diárias que sinto, até mesmo nos fio de cabelo da cabeça, da indisposição, dos hormônios embaralhados e do mundo continuar a desmoronar perto de mim, eu quero curtir cada chutinho que recebo, quero ter o Dom de abençoar mesmo nas horas mais difíceis e quero muito ficar o menos em falta com a minha primogênita possível, pq ela tb é um bb e eu muitas vezes eu me esqueço disso.

Obrigada a todas as pessoas que estão comigo nesta jornada, mesmo aquelas que nem conheço mas que pelo face tem se preocupado e me amparado ... eu não seria nada sozinha, ou talvez seria, mas certamente seria muito mais difícil e sem muitas pequenas felicidades compartilhadas "TAMU JUNTO"

5 comentários:

Martha disse...

Tão emocionada por esse post... primeiro por vc conseguir passar (quase) bem por toda essa avalanche que escolheu a pior hora para teimar em cair...
segundo por me ver tão presente nas suas palavras... ver que estou contigo e vou continuar sempre, sempre!!!!
Amo muito vcs.. todos!!!
E não vejo a hora do meu pequeno daí chegar!!!!

Bj bj bj!!!!

Diário da mãe e da filha disse...

E você minha amiga saiba que pode contar comigo sempre. Esse post me fez lembrar de quando eu descobri que estava grávida da Ingrid a cada presentinho que eu ganhava eu sentia uma felicidade por dentro. E aquele chute na barriga dela que parecia já saber quando o pai colocava a mão na barriga. Ah são tantos sentidos, rs
BEijos

Rafaella disse...

Que fase especial :)
Esse novo bebezinho vai vim com muita saúde para alegrar mais ainda a vida da irmãzinha...
Bjs

Rafaella disse...

Que fase especial :)
Esse novo bebezinho vai vim com muita saúde para alegrar mais ainda a vida da irmãzinha...
Bjs

Li disse...

Nossa, que lindo Si!!!
Tenha a certeza de que tudo dará certo sim!!!
Desejo que cada dia mais sua vida seja repleta de amor, de felicidade e realizações e que você seja muito mimada hoje e no futuro pelo maridão e por seus dois filhos lindos e fofos!!!
Logo, logo seu baby estará por aí e você se sentirá ainda mais completa com tanta ternura ao seu lado!!!
Momentos difíceis existem para todo mundo... é que algumas pessoas têm dificuldade de externá-los...
Saudades de você!!! Quando puder dê uma passadinha lá no blog!

Beijos mil!!!

Lívia.