Páginas

quinta-feira, 21 de março de 2013

Reclamação Escolar ** Terror Noturno

Isabela minha linda !

Alguma coisa mudou, eu não sei dizer como nem pq, eu sei que depois de 2 noites com "terror noturno" tudo mudou, já não tem muito em você daquela garotinha doce, as palavras são quase sempre ríspidas, e a sensação que tenho é de que você mesmo tão pequenina estivesse sempre muito intolerante.

Isso tudo faz 1 semana que começou (recadinho do sono agitado na sexta, e dai para frente cada dia pior), hoje chegamos na escolinha e a tia Mari que é uma pessoa adorável comentou bem na brincadeira de que você anda muito respondona e meu coração se quebrou .... é como se viesse o atestado de que tudo saiu do trilho .... é estranho pq não se trata dos "terríveis 2 anos", nem por falta de carinho ou dialogo, mãe sabe, mãe sente !

Alguma coisa mudou e eu não sei como agir pela primeira vez .... sinceramente ? eu sinto medo !!!

Ajuda a mamãe a te ajudar princesa, ensina a mamãe a fazer o melhor por você, cuida de mim e me ensina a cuidar de você!

Beijo mamãe 

13 comentários:

Renata disse...

Amiga... olha esse texto!

"As várias mudanças impostas pelo crescimento, pelo desenvolvimento da personalidade e pela conquista de espaços de indepedência são fatores pelos quais as crianças se aborrecem, e se comportam de maneira negativa. As mudanças as desestabilizam. A nova etapa requer que se superem, e elas não têm a mínima idéia de como fazê-lo. É muito difícil crescer, segundo os psicólogos. "

http://br.guiainfantil.com/mau-comportamento/167-o-mau-humor-das-criancas.html
--

Encontrei esse texto essa semana, procurando maneira de como agir com a Lavinia em determinados momentos de furias haha

Tem hora que não é fácil, mas jaja passa!

beijos em vcs ♥

Re disse...

Calma..concordo com o comentário acima, são mudanças próprias do desenvolvimento..não quer dizer que a Isa êh assim, não, ela só esta vivenciado um período de crescimento. Continue fazendo o que vc sempre fez, dar muito amor, carinho e atenção, que assim como td nessa nossa vida materna, esse comportamento tb passara. Beijos,

Dani Rabelo disse...

Fique tranquila, se der. Ou, pelo menos, quando der.
Os 2 anos são uma fase muito complicada para os pequenos e eu concordo com o ponto de vista que temos que ajudá-los a superar as dificuldades, custe o que custar (que é o que vc está fazendo, tenho certeza).
Mas não se culpe pela mudança dela, nem pense que algo saiu do trilho pq tem alguma coisa errada. Não, não. Deve ser assim mesmo. Minha filha tem 2a e 3m, está uma loucura.... só que não é de birra ou de falta de educação, acho que ela está descobrindo o mundo ao seu redor, ela está testando algumas combinações de resposta, sabe? Qdo ela fala "não", nem sempre eu reajo da mesma forma, nem sempre eu brigo, nem sempre eu deixo de castigo, e, acho, que ela está tentando entender tudo isso tbm. Na cabecinha dela deve passar "uê, eu joguei o brinquedo no chão ontem e levei uma bronca, mas hoje...nada aconteceu, minha mãe pegou e saímos". Sabe????

Eu acho que a cabecinha dessas crianças é muito confusa nessa idade e temos que ter mais calma para lidar com elas do que o contrário.

De qlq forma, entendo o cansaço e o sentimento de frustração de ver alguém tão linda e gentil, carinhosa, amável, se transformar em uma pessoa distante e irritada.

Um conselho (jogue fora tão logo queira, por favor), não rotule o que ela está passando, a não ser que vc, como mãe e lá no fundo do seu coração, tenha certeza disso. Chame de terror noturno, mas vc sabe se é isso mesmo? Tem muitos sintomas e tem acontecido de forma que vc, no seu íntimo, tem certeza de sê-lo? De repente ela está dormindo mal por outros motivos e não necessariamente pelo terror noturno, pode ser? Ou não? De fato, ela está com terror noturno?

(estou perguntando pq peguei esse post e não li outros, não sei o histórico mesmo, tá?)

Fique bem e se precisar de qlq ajuda, chame-nos. Mães sempre estão prontas para se ajudar.

Beijo!

Li disse...

Puxa... É tão difícil, não é?!
O Henrique também teve algumas mudanças no comportamento, mas nada que eu não conseguisse contornar... Tudo é fase, é passageiro, e nós, como mães temos mesmo que tentar resolver. O mais importante é que ela tem você, uma mãe atenta as mudanças e cheia de amor e diálogo a dar...
Calam, isso passa e com certeza você saberá resolver!

Beijos!!!

Lívia.

Camila Carvalho disse...

sei que é clichê dizer que é fase, e que isso passa...
MAS é bem isso mesmo!!!!
Essas crianças tem FASE, 01 mês estão de um jeito...no outro estão completamente diferente...
o jeito é manter a calma e deixa o tempo passar...e com muito carinho e diálogos...
já já passa
vc vai VER!
bjoooos
perolasdealanis.blogspot.com

Janaina Santos disse...

Amiga! Eu não tenho experiência para te aconselhar, mas eu acho que tudo são fases e logo vc vai encontrar uma maneira de ajudar a tudo entrar nos eixos.

Bjo,
www.mamaezistica.com.br

Diário da mãe e da filha disse...

Difícil mas não impossível. A vida é cheia de altos e baixos, e amiga você vai conseguir.

Você é uma mãe linda e guerreira vai conseguir passar por isso

Conte sempre comigo!

Beijos
Lilia

Rafaella disse...

Querida, eles sempre tem essas fases dificeis, o que podemos fazer é conversar, educar, dar muito carinho e esperar passar ;)
Sempre passam!!!
Fique tranquila...
Bjs

Luigia Macena disse...

Oi, Si!
Amiga olhe para trás veja o magnifico trabalho q vc fez até aqui, use seu sexto sentido materno, e vc vai conseguir mais essa vitória.

Fique em paz!

Mil bjus!

Flávia Brito disse...

ita que aqui em casa muita coisa também mudou este ano. Marina fez 3 e parece outra criança, muitas vezes tão teimosa que não sei o que fazer, mas acho que vai passar. Vamos tendo paciência que é fase... rsrs.

Beijos!

Maria disse...

Ser mãe é bem difícil...eu que o diga!

Maria

An@ disse...

Olá! Também tenho um pequenote com 2 anos e alguns meses e também ele revela algumas mudanças repentinas... penso que nesta fase eles começam a querer impor as suas vontades e personalidade e temos de achar a melhor forma de os guiar neste caminho! Não é fácil e tenho o meu mais velho com 11 anos e sei que também não é igual para todos pelo que o meu conselho é apenas que siga o seu coração e faça o que achar ser o melhor para ela no momento... lembre-se que nestas idades eles vivem a vida como se tudo existisse só por causa deles!
Bjocas e boa sorte nesta caminhada!

Iolanda Lopes disse...

Si, estas fases são difíceis, e recorrentes durante o crescimento dos pequenos.
Receita não existe porque cada criaturinha tem um jeitinho diferente.
Mas muito carinho é um começo, e sei que este colinho aí, tem muito deste antidoto.
bju